Putinha Novinha Rebolando No Meu Pau

Putinha Novinha Rebolando No Meu Pau

Putinha Novinha Rebolando No Meu Pau

Eu tentava me afastar, mas não tinha espaço para eu fugir.

Obs: as fotos são atuais"Levantou da cadeira, me olhando, disse que ia tomar uma água. Ela deixou escapar um gemido de prazer quando me aproximei do interior das coxas, muito perto da vagina.

Eu, porém, fui mais além:– Por que não fica junto com a gente e curte o momento. Se você estiver com sono, pode ficar na minha cama.

Era um apê bem pequeno, entramos e ela pediu para ir ao banheiro, mostrei onde era e entrei no quarto, para ligar o som.

Desde quando eu era bem novinha, que comecei a me tocar, nas minhas partes intimas descobrir o que era sentir prazer, ai eu comecei a usar roupas curtas, para me exibir e mostrar todo o meu potencial feminino, deixando os meninos loucos de tesão por mim e foi num final de semana com feriado prolongado, que os meus pais foram viajar e para não ficar sozinha, eu fiquei na casa da minha irmã Mara, que era a irmã do meio, como eu só usava roupas curtas, acabei provocando o seu marido ao ponto de deixa ló doidinho por mim.

AI EU GRITEI NÃO, CLAROQUE QUERO, PENSEI QUE VOCE NÃO QUIZESSE MAIS.

"Ele disse que queria comer a minha buceta!!! GELEI, pensei: é agora que vai doer!!! Ele me virou abri as pernas e ele deu uma cuspida em minha buceta que parecia uma linguada. Kelly com a cara mais safada do mundo, me pediu para comer o seu cuzinho, o que prontifiquei certamente, coloquei-a de quatro e lambi seu cuzinho apertado, com a ponta da língua fui abrindo caminho mas ela estava querendo tanto dar o rabinho que relaxou e coloquei a cabeça da pica em seu anelzinho de couro, quando a cabeça entrou Kelly soltou um gemido, rebolando vagarosamente ela foi engolindo centímetro a centímetro da minha pica. – “Seu puto, olha só o estado que você deixou nossa amiga…”– “É? E agora vou deixar você, minha putinha adorável.