Gozando para Puchita Peluda

25 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

25 seg

Categoria:

Tag: , ,

Gozando para Puchita Peluda

Gozando para Puchita Peluda

Minha esposa chama-se Ana e tem 33 anos cabelos pretos e curtos, olhos verdes e pele bem branquinha, com pequenas sardas no peito, possui 1,67 de altura 70 kg seios e bunda grandes e um corpo cheinho bem proporcional, A história que irei narrar agora aconteceu em dezembro passado, quando a prima de minha esposa, chamada patrícia veio nos visitar na semana do natal, Patrícia tem 26 anos e é professora, esse ano ela se assumiu bissexual e começou um namoro com outra mulher, sua família é muito conservadora e eles tiveram uma discussão feia, por causa disto ela não quis passar o natal com a família dela e minha esposa a convidou para vir pra nossa casa, já que também não íamos viajar nem receber mais ninguém, ela ficou super feliz e combinou de vir pra nossa casa, Eu e minha esposa estamos casados há vários anos, e com o amadurecimento de nossa relação começamos a realizar várias fantasias sexuais que ambos tínhamos, inclusive já contei sobre a primeira experiência lésbica que minha esposa teve ao transar com uma amiga nossa chamada Júlia, naquela primeira vez, minha esposa era muito tímida e foi totalmente passiva, deixando que Júlia tivesse toda a iniciativa, mas depois de várias outras experiências minha esposa passou a se sentir mais confiante e volta e meia dizia que queria repetir a experiência, mas como ativa, é difícil para nós podermos realizar as nossas fantasias de maneira discreta, e por isso sempre que surge uma oportunidade nós a aproveitamos, foi o que aconteceu neste natal, Patrícia tem aproximadamente 1,65 de altura e uns 68 kilos, é bem parecida com minha esposa, com coxas grossas, quadris largos, uma bunda grande e seios fartos, possui uma pele branquinha e cabelos pretos e na altura dos ombros, a diferença, além da idade está em seu rosto de menina, e apesar de usar óculos, como minha esposa, ambas possuem olhos verdes lindos.

Danilo até gemeu um pouco, nunca imaginara que aquilo poderia acontecer, afinal, éramos amigos.

E na segunda Antônio saiu pra igreja pra cuidar dos afazeres, e marta foi pra faxina, e quando o padre chegou ao meio dia que entrou na casa. Djalma estava igual a todos nós…. Antônio era do tipo aventureiro, falava de vários assuntos, bebidas, vinhos em especial, o que mais me atraia nele, enquanto ele falava e dirigia eram seus lábios, ele tinha uma boca perfeita, suas mãos eram perfeitas e suas pernas grossas, fiquei excitada, imaginando o momento e desejando que ele me beijasse, pois foram semanas conversando com eles, antes de nos conhecermos.

ele deveria querer olar bem minha bunda lisinha. Ele começou a lamber minha barriga e minhas coxas peludas.

Fomos ficando mais velho ate que uma das vezes eu falei pra ele me chupar… e acabei gozando na boca deleEntao conheci minha futura esposa e ainda saia com esse amigo, mas agora não tanto como antes…Mas quando saiamos, comecamos a fazer outras coisas….