Branquinha Loira Cavalgando Na Cabeça E Pau Ficando Melado Ela Deixar Gozar Dentro

visualizações

4 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

Branquinha Loira Cavalgando Na Cabeça E Pau Ficando Melado Ela Deixar Gozar Dentro

Branquinha Loira Cavalgando Na Cabeça E Pau Ficando Melado Ela Deixar Gozar Dentro

Essa situação era completamente nova pra mim, por isso não pude deixar essa chance escapar. Eu levantei as pernas dela e deixei os pés dela no meus ombros de comecei a fode ela com força e ela começo gemer e rebolar muito gostoso e percebi que meu pau estava ficando muito molhado e ela se contorcia muito, e pedindo para meter com mas força e dizendo que estava gozando e cada vez mas ela gozava.

– Isso, isso… guenta firme, estou quase indo…nossa, que maravilha, nunca tive um gozo assim antes! Ahhhhhhhhhh…– Enfia no meu cu!– Como assim? Você nunca quis!– Eu quero agora… enfia antes que eu mude de ideia!Ele estava com o pau todo melado e apenas levantou-a e foi colocando, vagarosamente, o pau no cuzinho virgem. Ela ficou com a coluna ereta cavalgando devagar ela saiu de cima e ficou de quatro. Chegando lar coloquei minha moto assim perto de um local bem fechado e ela tinha um carro e agente foi lar, ao entrar no carro percebi que ela estava nervosa, no entanto ela me perguntou? tem certeza que voce quer isso, e eu falei vamos…dai agente foi chegando lar no Motel ela ficou assim meio com vergonha, e eu falei fica relaxada minha linda, dai agente começou a transar, no começo eu chupava os seios dela, e falei pra ela toda vez que eu ficava perto de voce eu olhava seus seios e meu pau ficava duro na hora, dai eu fui tirando a calcinha dela, e queria chupar a buceta dela mas ela nao deixou no entando ela falou fica assim e me colocou de um jeito onde ela caiu de boca no meu pau chupando tudo… ai que gostosa eu falei…agente ficou transando lar quase 2 horas e ela depois me falou vc nao vai gozar nao.

Ele veio, sentou do meu lado, me abraçou e foi beijando meu pescoço até chegar aos lábios, onde um beijo molhado e quente tomou conta, aquilo deixou ele excitado, então coloquei minha mão por dentro da cueca dele onde senti um pau grande e grosso. O socorrista era um senhor de uns 53 anos,moreno,bem barbeado,alto e um pouco acima do peso e com aquele macacão que os socorristas vestem;a enfermeira era uma senhora de uns 35 anos,loira e bem vestida e educada. Nunca aconteceu comigo antes, mas não tiro da minha cabeça a idéia de transar com você – respondi, num fôlego so.

Ele aumentou o ritmo e fez com que ela começasse a gozar, gemendo muito, rebolando e empurrando a bunda em seu pau, a pele branquinha toda arrepiada.