Ana Deixando A Língua Cheia De Porra

51 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

51 seg

Categoria:

Tag:

Ana Deixando A Língua Cheia De Porra

Ana Deixando A Língua Cheia De Porra

Rodrigo me fodia forte me fazendo sentar naquela pica e rebolar no seu pau me chamando de putinha e já tava querendo meu cuzinho, rodrigo já foi tirando o pau da minha bucetinha e fui sentando com o cuzinho guloso no seu pau até que rodrigo disse:-Lucas mete na bucetinha dessa piranha q tá abertinha pra vocêE lucas começou a meter na minha bucetinha quando eu vi já estava em uma dp, aqueles dois machos me comendo rodrigo no meu rabinho e bucas na minha xaninha, davam umas estocadas forte e logo rodrigo anunciou q iria gozar, fiquei de 4 no chão e abri minha boquinha, lucas queria gozar dentro do meu cuzinho e logo já foi metendo no meu buraquinho guloso eu já tinha gozado muito e estava cansada rodrigo jorrou jatos na minha boca e lucas encheu meu cuzinho de porra e me deu seu pau pra limpar.

NOS ABRAÇAMOS E, MAL DEMOS OS PRIMEIROS PASSOS, AS MÃOS COMEÇARAM A PERCORRER COSTAS, NÁDEGAS, SEIOS…ENTRE BEIJOS FOGOSOS, APALPEI AQUELE PAU INTUMESCIDO, RELEMBRANDO O QUANTO ELE ERA BEM DOTADO…DEVAGARINHO, ABRI SUA CALÇA E PEGUEI-O BEM FIRME, FAZENDO MOVIMENTOS DE PRESSÃO…ELE TAMBÉM NÃO SE SEGUROU E, APROVEITANDO A PROTEÇÃO QUE A PENUMBRA NOS DAVA, LEVOU A MÃO SOB A MINHA SAIA, ENFIANDO DOIS DEDOS DENTRO DA MINHA XOTA, TOTALMENTE MOLHADA DE TANTO TESÃO…MINHA MÃO SUBIA E DESCIA PUNHETANDO SEU PAU, QUE LOGO COMEÇOU A BABAR ATÉ SOLTAR UM JATO DE PORRA QUE ESCORREU ATÉ O CHÃO…MINHA SORTE FOI QUE O TECIDO DA SAIA ERA MEIO PLASTIFICADO E EU ESTAVA DE BOTAS…NOS AJEITAMOS DA MELHOR FORMA E VOLTAMOS PRA MESA, PEDINDO AO MEU MARIDO PARA IRMOS PARA O HOTEL SEM DEMORA…DE VOLTA À NOSSA SUÍTE, JÁ FOMOS DEIXANDO A PAIXÃO TOMAR CONTA DE NÓS. Mas já conhecem essa história, tem muitas outras mulheres com outras historias cheias de tesão para contar nospróximos contosChegando na cidade ela vai me buscar de carro com a mãe.

Segurando o rosto dela, passou os dedos recolhendo a porra do namorado, e logo substitui os dedos pela língua.