Amigo gozando na esposa

1 min 14 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

1 min 14 seg

Categoria:

Tag: , ,

Amigo gozando na esposa

Amigo gozando na esposa

"Este fato aconteceu a alguns anos,eu na época tinha 18 anos e ela tinha 16,era feinha mas tinha um bundão grande e empinado,os seios duros as coxas grossas,de corpo a isabel era um espetáculo(vou chamá-la assim) ela sempre ia la em casa me procurando mas eu olhava pra ela e o pau não subia,até que um dia ela chegou la em casa dizendo que ia embora pra são paulo morar com a mãe e que nunca mais íamos nos ver,mas que ela era doida por mim essa coisas,eu comecei a olhar pras pernas dela,a bicha vestia um shortinho curtinho ligado,e uma tomara que caia,comecei a me animar com aquele corpão,mas logo minha mãe chegou,nós disfarçamos e ela foi embora mas fiquei com tesão nela,depois do almoço minha mãe voltou pro trabalho e eu fiquei sozinho em casa novamente,meia hora depois ela chegou mandei ela entrar passei o cadeado no portão e começamos a conversar na sala,fui me aproximando mais pra cima dela,e disse a ela que ela ia levar uma lembrança minha,comecei a beijá-la passar a mão nas coxas o pau começou a subir logo peguei a mão dela e coloquei nele,ela apertou e começou a me punhetar bem gostoso puxei a blusa dela colocando aquele peitinho duro pra fora comecei a chupar os bicos morder e ela gemendo bem gostoso apertando meu cacete,deitei ela no sofá e comecei a tirar o short dela que meia envergonhada mas liberou,deixei ela pelada e pude ver que era tudo grande e durinho,afastei as pernas dela me ajoelhei e comecei a lamber a bucetona lisinha dela ela apertava a almofada e gemia gostoso,fiquei em pé e coloquei meu cacete que estava durissimo cara a cara com ela,ela alisava e meio sem jeito beijou,segurei na cabecinha dela e fiz com que abocanhasse a vara ela fechou os olhos e mamou deliciosamente eu empurrava com mais força devez em quando encostava na garganta ela queria parar mas eu não deixei,apertava os peitos e socava toda a rola naquela boquinha quente,depois tirei e me posicionei pra enfiar nela que ficou tentando argumentar que tava com medo,que era virgem mas eu estava tarado e não tinha nada ali que me empedisse de meter a rola nela,comecei a beijala pedi pra relaxar que ia gostar,que ela dizia que me amava então tinha que ser o primeiro,e facilmente a bichinha liberou,comecei a empurrar o cacete na xotinha arrochadinha dela,quase não entrava mas com jeitinho consegui aos pouco fui colocando,e ela dava gritinhos mas eu empurrava até tirar aquele cabaço foi maravilhoso ver aquela morena gemendo e querendo chorar,soquei o cacete todinho nela e quando estava quase gozando tirei e gozei em cima daquela bucetona não aguentei dar outra mas fiquei com vontade,se eu soubesse tinha comido ela a mais tempo,no dia seguinte ela viajou e nunca mais eu a ví,soube que casou e que tem vontade de vir visitar a vó,tomara que venha e que esteja gostosa,eu casei mas continuo safadinho. "Quando eu tinha meus 19 anos, eu comecei um namoro com um garoto que se chamava Caio,e então, a gente sempre ficava só nos beijinhos… E isso não me satisfazia, ele sempre me dizia que era bom esperar, porém teve um hora que eu não aguento mais, e encontrei um velho amigo, que era meu ex o nome dele era Artur… Eu e o Arthur, conversamos muito numa tarde, até que o assunto sexo chegou… Muito nervosa, e daí ele começou a falar que ultimamente não estava fazendo essas brincadeiras… E que estava parado a um bom tempo, e eu comecei a falar as coisas que eu e o Caio, não fazíamos e ele contava as suas experiências e minha bucetinha já estava babando, molhadinha, até que ele tinha que ir… Recebeu uma chamada de urgência no celular e me avisou que precisaria, eu iria tentar leva-lo até a porta quando fui me despedir eu dei um selinho, e ele foi e sorriu e correspondeu o beijo, e entramos em um beijo intenso, molhado, deliciosos, mas… Não deu tempo e então… Na hora de sair recebi um puxão de cabelo, e um belo tapa na bunda e ele disse com o olhar mais safado “te vejo amanhã”… Imaginei, imaginei… Quando chegou, ele veio falar comigo,e ele já chegou me beijando, como se estivesse com desejo enorme por mim, e eu não fiz por menos, eu me entreguei para aquele homem maravilhoso… Logo estava totalmente nua, caprichei em cada detalhe para ele, bucetinha limpinha, sem pelo, pronta para ser devora por uma boquinha nervosa como a do Artur, e ele caprichou, me deitou, e me fez gozar, e ele me fez sentir o prazer que jamais sentir…Gemia, muito – Ahhhhh, Artur, náo para, pfvr… Não pare…E ele continuando numa intensidade, que meu deus…ele me sugava por completa… E depois estava na hora de retribuir o presentinho, dei um oral maravilhoso nele, não esqueci de nenhuma parte e dei carinho necessário a todas elas…Até que ele me jogou para ficar de quatro e receber a sua rola, espera, sua maravilhosa rola… Ele falava – Saionara, sua puta, estava querendob minha rola, não era? Estava com saudades do amiguinho não estava? eu vou gozar sua putinha… AhhhhhhhhE foi muitos tapas, na cara, na bunda, na bucetinha, e adorei! Tanto adorei que terminei com o Caio e estou numa maravilhosa amizade com meu bem, Artur""Alberico já chegara aos setenta anos e não estava mais “dando conta do recado” com sua esposa, a linda Carmen, 15 anos mais nova e ainda curtindo muito transar.

Nesta noite para minha surpresa descobri que minha esposa tinha ido mesmo sem calcinha a maluquinha, ela transou muito com o negão e depois fomos pra outro quarto da casa que tbm tinha um colchão no chão, perguntei quem posava ali e ele me disse que de vez em quando vinha um amigo pra dormir ali.